domingo, junho 10, 2012

As (des)construções da Região




As declarações do primeiro-ministro e líder do PSD sobre as exemplares e resignadas virtudes da paciência (ou de submissão pacífica e pacificada?) – que o povo português, segundo ele, tem vindo a demonstrar perante a crescente tortura de vida, a situação de transe (como muito bem a classificou Medeiros Ferreira) e a galopante agonia económica, social, laboral e psicológica em que o país vive –, tornaram a ultrapassar os limites do razoável e do decente, tanto mais quanto se revestem de uma hipocrisia moral e política de que não há memória tão insultuosa e cínica nos tempos da Democracia, e que até parecem realmente saídas daquela obscura, triste e opressiva era política que dominou Portugal até ao 25 de Abril!

– Revelando, mais uma vez, completa ausência de senso e tino de linguagem, no que amiúde se assemelha ao pior dos talentos e à fria desfaçatez do seu ministro Relvas (figura, de resto, a quem tem, partidária, executiva e parlamentarmente adubado com uma piedosa cobertura, só equivalente ao brilho confiante e confiado que baila agora no olhar vivaço, conquanto algo petrificante e reptilário, desse seu homem de mão…), Passos Coelho conseguiu logo reacender fogos e graus de indignação, suscitando até desejos de apelo à revolta (mansa, por enquanto, mas na rua…). E um Bispo católico foi até ao ponto de dizer que os nossos concidadãos estavam a ser tratados como “povo amestrado” e “tão dócil que merecia estar num jardim zoológico”…

Ora estas trocas de mimos chegam numa altura em que no PSD cresce a divisão e mais vozes desafinam da política económica, social e salarial do governo/troika, como se viu a propósito dos últimos alvitres de António Borges e Vítor Gaspar.

– Assim sendo, é fundamental que a agora emblemática vontade de construção (análoga à nacional?), pelo PSD, dos Açores como “região económica”, seja mesmo competente e efetivamente complementada e garantida, pelo e com o PS, como Região também socialmente justa!
_____________
Publicado em "Diário Insular" (Angra do Heroísmo, 09.06.2012): http://www.diarioinsular.com/